Suggestiva | Releases

Releases

 

DIA DO PSICÓLOGO - VENÇA O MEDO DE DIRIGIR COM OS PROFISSIONAIS

DIA DO PSICÓLOGO - VENÇA O MEDO DE DIRIGIR COM OS PROFISSIONAIS DA DIRIGINDO BEM

Em 27 de agosto, comemora-se o Dia do Psicólogo, profissional que reconhece a origem da ansiedade, cria ações e trabalha a mente, além de reforçar que superar o medo de conduzir sem ajuda profissional nem sempre é possível ou seguro

O medo de conduzir não desaparece por conta própria e pode tornar-se duradouro e severo à medida que se evita ficar atrás do volante. Esta fobia é tratável com aulas práticas de direção e também atendimento psicológico, por isso a Dirigindo Bem faz questão de enaltecer o papel do psicólogo, este especialista que se empenha em “treinar” as mentes para agir com mais coragem, cujo dia é comemorado em 27 de agosto.    

Há 17 anos, a rede trabalha com uma metodologia teórica através dos psicólogos associada com aulas práticas ministradas por gestores. Esses dois profissionais juntos já ajudaram mais de 150 mil pessoas voltarem a dirigir com segurança. É um trabalho de parceria e complemento de funções destes especialistas. Todavia, existe certa “resistência” em alguns alunos quando se menciona os atendimentos psicólogos. Algumas pessoas pensam que ir ao psicólogo significa ser “louco” ou ser necessário somente para quem teve uma crise nervosa. Entretanto, todos podem se beneficiar da orientação psicológica.   

“Inicialmente, algumas pessoas não entendem nossa função e dizem até ‘não sou maluco’. Porém, explicamos que não é necessário ter um problema para procurar um psicólogo. Você apenas precisa não querer ter problema. O trabalho da psicoterapia é também voltado para prevenção, não precisa, necessariamente, ter um trauma ou um transtorno, basta não querer ter um”, ressalta a Psicóloga da Dirigindo Bem da Unidade São Gonçalo Ingrid Silveira Paes Campos.  Ela destaca que depois de alguns atendimentos, os alunos “resistentes” mudam de opinião de valorizam o trabalho de integração de ambas as áreas. Percebem que se estão ansiosos ou tensos e não sabem as causas e como controlá-las, não conseguirão absorver a informação ao volante.

Os psicólogos clínicos da franquia usam exercícios e técnicas baseados nos princípios da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) para lidar com as questões relacionadas ao medo de dirigir, como ansiedade, fobia, trauma, pensamentos negativos, etc. O tratamento teórico procura entender como os pensamentos, crenças e atitudes afetam os sentimentos e comportamentos, após isso, ensinam-se habilidades de enfrentamento para lidar com diferentes adversidades. Visa também reinterpretar o pensamento que causa o medo, às vezes, a pessoa coloca uma proporção de exagero em determinadas situações, gerando um sofrimento emocional desnecessário. Contudo, só se percebe isso, quando se tem orientação psicológica. 

O que provoca medo de dirigir? O medo da condução pode vir de várias fontes. Para algumas pessoas, há desencadeantes particulares envolvidos que provocam essa fobia. Por exemplo, possivelmente, esteve envolvido em um acidente, como motorista, passageiro ou talvez tenha visto um e, portanto, conecte a condução com a cena que viu. Também é possível que um pai ou outro membro da família estivesse excessivamente nervoso ao ensinar o condutor e emitiu inúmeros avisos sobre ter cuidado ao volante. No entanto, mesmo com a ausência de gatilhos emocionais, pode-se ter uma fobia de direção que não é específica.

Além disso, o estresse e o medo geralmente se juntam. Os sentimentos de estresse muitas vezes são enraizados no medo de uma ameaça física ou emocional imaginada (não cumprir um prazo, ou receio de falhar, por exemplo). Isso, gera sentimentos negativos como depressão e ansiedade que, por sua vez, podem contribuir para potencializar o medo. Os psicólogos relatam que o intuito não é eliminar o medo e a ansiedade por completo, pois eles são necessários para nos manter alertas e seguros, contudo deve-se reduzir e gerenciá-los de maneira controlada.

Na Dirigindo Bem, o gestor também é chamado de co-terapeuta, pois como o psicólogo não pode estar em todas as aulas dentro do carro, ele faz este papel da gestão emocional e da prática. Ambos estão conectados sobre cada caso de aluno. “Ser psicólogo na Dirigindo Bem é ter a certeza que cada vez que escutamos ‘eu consegui’ nosso trabalho foi bem feito, nossa dedicação valeu a pena e que seremos eternizados em cada conquista, comenta a Psicóloga Verônica Cristina e Souza da Silva Feliciano da Unidade de Campo Grande”.

Sobre a Dirigindo Bem

A Dirigindo Bem conta com unidades localizadas em vários estados e é especializada no atendimento a condutores habilitados com medo de dirigir, seja por trauma, falta de prática ao volante, ansiedades, entre outros. A rede de franquias oferece aos alunos treinamento personalizado com metodologia exclusiva, que envolve acompanhamento psicológico e aulas práticas com gestores. Em seus mais de 17 anos de atuação, a Dirigindo Bem já contribuiu para que mais 150 mil pessoas voltassem a dirigir.

Mais informações através da Central de atendimento Dirigindo Bem no telefone 0800 002 0221 ou pelo site www.dirigindobem.net