Suggestiva | Releases

Releases

 

MAIFEST RECEBE GRUPOS DE DANÇAS FOLCLÓRICAS ALEMÃS COM DANÇARINOS DE VÁRIAS IDADES

O objetivo dos conjuntos é preservar a cultura por meio dos trajes, tradições, danças movimentadas e “caminhadas” ritmadas em um ambiente divertido

MaiFest é um evento multicultural anual com entrada gratuita que acontece nos dias 14 e 15 de maio no Brooklin, em São Paulo.  Nesta 17ª edição, além da variada gastronomia, artesanato, música e exposições, a festa contará com apresentações de danças folclóricas dos grupos Tanzfreunde, Edelweiss de São Paulo,  Edelweiss de Pomerode Santa Catarina os quais usam trajes típicos, como os Dirndls Lederhosens para preservar um determinado período de tempo na história e representar uma posição na comunidade. Além disso, outros grupos trarão a atmosfera dançante à MaiFest, são eles:  Gold und Silber,  Sonnemblume,  Tirol, Blauer Himmel da Escola Céu Azul mais as performances do Colégio Visconde de Porto Seguro e da Escola Estadual Azarias Ribeiro de Maracaí.   

Presente no evento desde a primeira edição, o Colégio Benjamin Constant levará o Grupo Tanzfreunde que possui duas divisões, os adultos e o infantojuvenil. O segundo é composto por alunos de 6 a 13 anos. Os adultos farão danças como a Churer MazurcaKrezviereKrusell Kontra e Intaller.  Já o Infantojuvenil mostrará SternpolkaCanadian,Sprungviere e Hammerscmithgesel. Ambos têm a preocupação de cultivar a tradição alemã, unir as pessoas e respeitar os limites físicos de cada um.

Os visitantes também apreciarão o Grupo Folclórico Edelweiss de Pomerode que completou 30 anos em 2016.  Durante as apresentações, os 18 integrantes demonstrarão performances na MaiFest em ritmo de valsa e Polka acompanhadas de Schuplatter (sapateado germânico), como: Dança do Kuko (Kuko Tanz) – Coreografia que evidencia o trabalho do relógio Cuco; Ambos Platter - Representa as atividades das ferrarias, na qual se utiliza martelos e bigorna. As batidas dos martelos na bigorna e o sapateado acompanham o compasso da música; Dança dos Lenhadores (Tiroler Holzhacken) - Encena o cotidiano dos lenhadores da região do Tirol. 

Outra atração é o Grupo Edelweiss de São Paulo, fundado por teuto-descendentes existente há 37 anos, que realiza danças folclóricas das atuais Alemanha e Áustria e dos antigos Impérios Alemão e Austro-Húngaro. Dentre os números, estão a Dança das Fitas (Bändertanz) cujo tema central é as figuras que envolvem a trança, a rede e o giro em par. As fitas podem ser de várias cores, por exemplo, a vermelha remete à Áustria e a verde a Alemanha, sendo que as brancas sempre pertencem ao sexo feminino; Der Freischütz - Dança da região de Minden Vestfália, norte da Alemanha. É uma contradança com vitalidade. Ao conduzirem as moças, os rapazes se apressam tanto que as mulheres perdem o contato com o solo, formando assim uma “hélice”.    

De forma abrangente, a dança alemã tem como característica ser animada e dançada em casais ou em equipes. Os números incluem construção de par, círculos, bateção de palmas e pés, etc. Os trajes enaltecem as performances, e alguns conjuntos usam o Dirndl, vestido camponês típico da região sul da Alemanha e do Tirol Austríaco ou oMiesbacher Tracht, vestuário comum na Baviera. Já a veste masculina é a Lederhose ou calça de couro, traje característico dos camponeses, uma vez que a possibilidade de adquirir tecidos mais finos estava reservada às classes nobres. 

Cada grupo tem um coordenador que trabalha em prol da expressão corporal e incentivo a cultura, são eles: Carlos Busch (Edelweiss - SP); Ana Silvia Walchhutter (Tanzfreunde- Colégio Benjamin Constant); Daniel e Flávia de Petri (Tirol); Helena Baitz (Gold und Silber); Carlos Busch e Silvia Maria Saltini (Sonnenblume), Fabian Utpadel (Edelweiss - Pomerode), Flávia Renata da Silva (Escola Estadual Azarias Ribeiro - Distrito São José das Laranjeiras de Maracaí) e Monika Bush (Colégio Visconde de Porto Seguro).

A 17ª edição da MaiFest é promovida pela  AEMB - Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin, e em 2016 traz o tema “Zukunft! (Futuro) - Arte e cooperação por uma cidade melhor”. Depois de assistir às danças, é possível saborear uma gastronomia diversificada e apreciar shows, atrações circenses, intervenções artísticas itinerantes, encontro de corais, concertos e muito mais. 

Serviço:

XVII MaiFest
Dias: 14 e 15 de maio
Local: Quadrilátero das Ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campos
Horário: das 10h às 22h

Entrada gratuita

Mais informações através do site www.aemb.org.br.