Suggestiva | Releases

Releases

 

SUPERAR O MEDO DE DIRIGIR É UMA DAS PROMESSAS DE 2017

Empresa especializada no treinamento de pessoas habilitadas já ajudou mais de 150 mil motoristas a perderem o medo de dirigir

Um dos grandes objetivos de 2017 na lista de muitas pessoas é perder o medo de dirigir, afinal este tipo de fobia é prejudicial a vida porque impede de ir a lugares, como a médicos, fazer compras, passear e pode até mesmo interferir no trabalho. Por isso, a Dirigindo Bem oferece ajuda especializada, pois ao superar este medo, sobrará tempo para estes compromissos e até mesmo para conquistar outras metas, como ir à academia, por exemplo.   

Há situações em que alguns condutores preferem não dirigir, como nas rodovias agitadas, tempestades e pontes estreitas. Porém, para outros o medo de dirigir não se limita a um horário ou lugar específico, e é mais do que apenas uma aversão, torna-se uma fobia completa com um profundo impacto no dia a dia.

Algumas razões pelas quais as pessoas temem dirigir:

Experiências negativas - Ser vítima de um acidente de carro ou mesmo testemunha pode desencadear uma crença de que elas poderiam ser as próximas. Como também ter rigorosos instrutores de condução no momento da aprendizagem ou ter experimentado uma situação adversa, como uma forte chuva.

Medo de se perder ou ir para fora de uma zona de conforto - Para alguns fóbicos de condução, dirigir para um local conhecido não é um problema, porém dar-lhes instruções para uma nova localização, perto ou longe, faz a ansiedade aumentar. E se eu me perder?  E se o meu celular não receber sinal?  Não é apenas o medo de que algo ruim aconteça, é o receio de que algo negativo aconteça em um lugar desconhecido.

Existem outros motivos, como medo de ir muito rápido e perder o controle, não confiar na própria habilidade, receio de atropelamento, entre outros.

Sintomas recorrentes

Os sintomas físicos podem incluir boca seca, frequência cardíaca acelerada, tremores, respiração superficial, mãos suadas, dores no peito, etc. Isso, pode causar paralisação do corpo, de modo que o condutor seja incapaz de mudar engrenagens ou de pisar nos freios.

Já os sintomas emocionais englobam a recusa de dirigir, a pessoa evita situações que envolvem o ato de dirigir, só de pensar nisso, ela sente pânico.  Algumas pessoas podem tentar evitar estradas ou tomar rotas mais longas para que elas não enfrentarem determinados trechos. Outros podem entrar em discussões com a família e amigos, procurando desculpas quando se sente forçado ou obrigado a dirigir.

Preciso de ajuda profissional?

Superar o medo de dirigir é possível, todavia normalmente requer ajuda. O tratamento aplicado pela Dirigindo Bem é a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) que incide sobre os pensamentos e comportamentos que causam a ansiedade e o medo, por isso a franquia trabalha com aulas práticas e atendimento psicológico.

Os psicólogos da Dirigindo Bem ajudam a lidar com os pensamentos que estão causando os sintomas físicos e dão dicas para relaxar o corpo e acalmar a mente, além de acompanhar o treinamento realizado com os gestores de aulas práticas.

O que mais posso fazer?

É importante ressaltar que dirigir um carro é uma atividade perigosa, contudo pode ser segura, prazerosa e benéfica, basta ser consciente e estar relaxado. Se possível, pratique diariamente, para que a condução pareça natural, ao invés de algo que induza o medo ou pânico, mas principalmente procure ajuda especializada.

Há 17 anos, os gestores de aulas práticas e os psicólogos da Dirigindo Bem ajudam seus alunos na superação do medo, trauma, ansiedade e falta de prática ao volante e já treinou mais de 150 mil motoristas.

Mais informações através da Central de atendimento Dirigindo Bem no telefone 0800 002 0221 ou pelo site www.dirigindobem.com.br.